Buenos Aires, a outra Mesopotâmia

“Sabiam que existem duas Mesopotâmias no mundo? Uma é a verdadeira “Mesopotâmia”, que fica entre os rios Tigre e Eufrates, a outra é aqui: Buenos Aires”.

GPTempDownload.JPG

Foi com essa frase, meio em “portunhol”, que um taxista conseguiu prender minha atenção na primeira noite na capital portenha. Ele tentava me explicar porque a carne argentina era a melhor do mundo, o raciocínio dele vazia sentido… se a Mesopotâmia, que é considerada o berço da civilização atual, sempre foi uma região riquíssima e muito disputada por conta da sua fertilidade, fruto da localização privilegiada entre dois rios, a qualidade da carne argentina seria resultado do bom pasto que cresce numa região plana entre rios, a região de Buenos Aires.

Faça sua reserva pelo booking.com e garanta os melhores preços

Não chequei a veracidade dos fatos, mas estou preferindo acreditar nesse filósofo das ruas argentinas: Buenos Aires é a outra Mesopotâmia, e a carne argentina é a melhor do mundo. Bem, quanto a isso não vou discordar mesmo. Se come muita boa carne e se bebe muito bom vinho em Buenos Aires, e me dediquei com afinco a essas duas atividades quando estive por lá, afinal de contas já havia visitado a cidade algumas vezes, conhecido os principais pontos turísticos, então reservei esses dias para “curtir” a cidade.

O que fiz por lá e vale recomendar:

Para comer:

La Cabrera: esse é bem famoso dos brasileiros, o restaurante especializado em carnes já teve um atendimento melhor, mas as filas de espera seguem enormes e ainda vale a pena pela qualidade da carne e a grande oferta de acompanhamentos que eles servem como cortesia.

Mishiguene: esse está carregando o troféu de melhor restaurante da viagem até o momento e é grande candidato a seguir assim, pelo menos até chegar em Lima. Restaurante de imigrantes, tem fortes raízes judaicas, um cardápio variado (kosher – mas juro que o bacon não faz falta), ambiente agradável e boa carta de vinhos. Vale e muito a visita, o preço é justo… difícil achar uma refeição com essa qualidade e por esse preço em São Paulo.

Perez H: “La mejor hamburguesa em el pais de la mejor carne” – é assim que eles se vendem, se é de fato o melhor hambúrguer do país eu não sei, tenho pouco repertório para chegar nessa conclusão. Mas posso garantir que de fato o hambúrguer é bom, preço honesto e vale a visita.

Chori: O raio gourmetizador passou por aqui, acabaram gourmetizando o tradicional “Chouripan”, mas tudo bem, porque dessa vez acertaram! No Chori você encontr algumas versões do tradicional lanche de rua argentino, com um pão de qualidade. Uma boa parada para um lanche rápido.

Para beber:

Alaire Terrace Bar: Um barzinho com um belo terraço, dois destaques positivos por aqui: o preço do vinho e o ambiente aquecido, apesar de aberto. Para comer, melhor pedir uma das pizzas, a chance de errar é menor.

Cervezeria Patagonia: Existem algumas pela cidade de Buenos Aires, onde você pode tomar “pintas” da famosa cerveja Patagonia, eles servem gratuitamente umas porções de milho salgado que caem bem para acompanhar as cervejas.

Uptown Bar: Esse é o lugar do momento em Buenos Aires, o conceito é parecer um pedacinho de NY na capital argentina, você entra pelo que parece ser uma entrada de metrô, com direito a vagão de trem inclusive. Começa a noite como um restaurante e depois passa a ganhar ares de balada, tocando bastante hip hop e servindo bons drinks. Diferente dos outros “boliches” (é assim que eles chamam balada”, aqui a noite começa cedo. Aparentemente, a noite em Buenos Aires só começa a ferver após às 3h da manhã, e eu não tenho mais saúde para isso. O Uptown está mais próximo da minha realidade.

Florería Atlántico: Um belíssimo bar de drinks, eu particularmente fiquei pouco, pois o lugar estava um pouco cheio, mas nesse pouco tempo tomei um dos melhores gin tônicas da vida, e queria continuar e provar a carta inteira!

1 comment

Add Yours

Deixe uma resposta