O que eu fui fazer em Bahia Blanca?

Bahia Blanca está longe de ser uma cidade turística, beemmm longe disso. Mas como eu fui parar lá? Olhando o mapa enquanto montava meu roteiro percebi que o caminho de Mar del Plata até Bariloche de ônibus era muito longo, quase 24h, então busquei uma cidade grande no meio do caminho, onde pudesse fazer uma parada para não ficar tanto tempo dentro do ônibus.

Dando uma olhada no mapa, Bahia Blanca parecia a opção ideal, é uma cidade grande, tinha boas opções de horário de ônibus e ficava no litoral, não poderia ser tão ruim, afinal de contas é praia. E lá fomos nós (eu e a mochila no caso)…

Mas na realidade não tem praia em Bahia Blanca, é na verdade um grande porto, que serve para escoar a produção do polo petroquímico da cidade, sem praia! Fui trollada pelo Google maps e pela minha ignorância.

Bahia Blanca é uma cidade com quase 300 mil habitantes na província de Buenos Aires, tem um dos principais portos de águas profundas do país e um polo petroquímico, a economia da cidade gira em torno disso. Há também uma grande universidade pública, a Universidad del Sur, o que atrai jovens de diversas cidades da região para Bahia Blanca.

No mais, faltam opções de lazer na cidade, e digo isso não para os turistas, já que todos aqueles que passam por lá estão em uma situação parecida com a minha, apenas de passagem rumo ao sul, mas faltam opções de lazer para os próprios moradores. A cidade tem um belíssimo parque na região central, o Parque de Mayo, que é surpreendente, com diferentes árvores, pássaros e muito espaço para fazer “asados” ou “pic-nic´s”. No entanto essa acaba sendo a única opção de lazer dentro da cidade o que faz com que o parque fique lotado nos finais de semana e principalmente no verão. Existe a opção de ir para alguma das praias próximas também, mas acaba exigindo um deslocamento maior.

Foi em Bahia Blanca também que comecei a observar um hábito interessante, as pessoas levam bem a sério a “siesta”, eu particularmente desconhecia que se praticava a “siesta” pela América do Sul, mas em Bahia Blanca percebi que o comércio fechava às 12h ou 13h, abrindo novamente às 15h30. É bom ter isso em mente antes de sair para comprar qualquer coisa por lá.

Bahia Blanca foi a cidade das surpresas, tinha a expectativa baixa em relação a cidade, afinal de contas era só para passar uns 2 dias antes de seguir viagem… a primeira grande surpresa foi a ausência da praia, mas superado esse susto o que veio a seguir foi bem interessante, o passeio no parque, a tranquilidade da cidade, tudo é um convite para longas e relaxantes caminhadas. Valeu a pena parar por aqui.

3 comments

Add Yours
  1. Elis

    Amei, amiga. Dá vontade se ir conhecer. Você sempre escreveu bem. Parabéns pela acentuação e concordância que nunca foram teu dorte e eu nem precisei te ajudar dessa vez 😍 Aproveite muito! Muito orgulho de você. Estou vivendo tudo isso através dos teus olhos. Um dia ainda vou ser como você. Te amo

Deixe uma resposta