Quanto gastei em um mochilão de 20 dias na Argentina

O começo da viagem é sempre mais difícil se adaptar, entender que uma viagem de longa duração é diferente de uma viagem de férias por isso os custos diários costumam ser mais altos do que a média ideal. Sem falar que Argentina e Chile são os lugares mais caros da viagem mesmo.

Roteiro da Argentina:

  • Buenos Aires: 8 dias (acabei tendo que ficar um dia a mais do que o programado por conta da greve geral que aconteceu justamente no dia que ia embora)
  • Mar del Plata: 3 dias
  • Bahia Blanca: 2 dias
  • Bariloche: 7 dias

Nesse começo de viagem eu fiz muitas refeições fora e algumas vezes em lugares não muito baratos, isso acabou elevando a média diária também. O fato de estar sozinha também é complicado, com certeza ter alguém para compartilhar as refeições deixa o custo unitário mais barato.

Os dias que fiquei em Couchsurfing em Mar del Plata e Bahia Blanca ajudaram a economizar um pouco.

As passagens de ônibus são um custo considerável, os trechos que fiz na Argentina eram sempre servidos por ônibus na categoria leito ou semi-leito, o que acabou encarecendo um pouco esse ponto da viagem. Mas o conforto em viagens longas também é sempre bem vindo!

Em Bariloche fiz muitos tours, havia a possibilidade de fazer com coletivos, mas o frio não estava convidativo. Bastante complicado aguardar o transporte público em temperaturas negativas, então tive que apelar para os tours fechados mesmo.

O custo diário de 54 dólares ainda está um pouco alto. Os planos agora incluem 15 dias de trabalho voluntário em troca de hospedagem em Puerto Varas e mais 15 em Púcon, já no Chile. Com mais tempo economizando em hospedagem e com a possibilidade de cozinhar a própria comida e sem tantos tours caros, espero conseguir reduzir um pouco esse custo diário.

Minha meta é terminar a viagem com um custo diário entre 35 e 40 dólares.

tabela - custo - argentina

grafico custo ARG

2 comments

Add Yours
  1. Andre

    Ana, achei bem bacana esse relato. Custo com alimentação e transporte geralmente são os mais altos no meu caso.

    Uma prática que eu aprendi e faço sempre que posso é utilizar os famosos City Tour, aqui na Europa é mega comum e na maioria das vezes são free. Você contribui com algum valor direto para o guia como agradecimento mas ainda assim ajuda a economizar bastante!

Deixe uma resposta